MENU
TwitterFacebook
SEÇÕES

Posted on 23/abril/2017 in Crônicas, Slide

Escravos de Jó jogavam caxangá (?????)

Escravos de Jó jogavam caxangá (?????)

O Eduardo – Dudu para os íntimos, meu sobrinho de 7 anos, com a peculiaridade e curiosidade das crianças  me abordou logo que chegou em casa: “Tia, sabe o Dudu”? E eu com toda minha superioridade de adulta fui logo respondendo: “Claro que sei, to falando com ele, meu sobrinho preferido”.  “Não tia, to falando do Dudu da revistinha, aquele da turma da Mônica ( quando eu era criança isso era Gibi, e a turma se resumia apenas a Mônica, Cascão, Cebolinha, Bidu e mais alguns, Dudu não tinha não).

Bem, personagens localizados, Dudu (o meu e não o do Mauricio de Souza), estava intrigado para entender o que ou quem eram os “escravos de Jó” e foi logo lembrando e concordando com o questionamento de seu chará: “Oras, porque escravos e não funcionários, amigos, parceiros de Jó?”, indagou. “Escravo não é correto”, emendou.

Nisso nós dois concordamos. Mas o que ele queria mesmo saber era o significado da cantiga de roda “escravos de Jó”, que o Dudu do Gibi cantava,  que também embalou a minha infância e com certeza a sua. “Mas esse moleque tinha que perguntar isso logo cedo?”, pensei. Confesso que passei a vida toda meio sem entender a música, mas não tive a mesma curiosidade do Dudu. Mas fui logo pra internet, afinal o Google é nosso maior aliado nessas horas.

“Escravos de Jó

Jogavam caxangá

Tira, põe

Deixa ficar

Guerreiros com guerreiros

Fazem zigue-zigue-zá

Guerreiros com guerreiros

Fazem zigue-zigue-zá”

Em algumas versões ainda tem o Zé Pereira e a letra fica assim:

“Tira, põe

Deixa o Zé Pereira ficar”

Vamos ouvir a música e matar a saudade da infância.

Agora vamos lá,

Em todos os lugares em que pesquisei, com historiadores e outros curiosos tentando descobrir o significado da música, chegamos a seguinte conclusão:

Primeiro ponto:  o que era caxangá?

Segundo o Dicionário Tupi-Guarani-Português, de Francisco da Silveira Bueno, caxangá vem de caá-çangá, que significa “mata extensa”. Já para o Dicionário do Folclore Brasileiro é um adereço usado pelas mulheres alagoanas. A palavra também já foi associada aos saquinhos utilizados no contrabando de sementes para as senzalas e ainda pode ser aqueles gorrinhos usados pelos marinheiros e até um tipo de caranguejo.

Para ajudar no entendimento, quem era Jó?

Um personagem bíblico. Um homem muito rico, com muitos bens, muitos criados e 10  filhos. De acordo com o Antigo Testamento, com autorização de Deus ele teria sido testado pelo Diabo. Deus teria apostado (e ganhou) que ele, mesmo perdendo toda sua riqueza,  sua saúde e sua família, se manteria fiel a Deus. E assim o Diabo fez, tirou tudo dele, mas ele se manteve firme na sua fé. Daí o termo “paciência de Jó”.

Mas por que os escravos de Jó jogavam caxangá? Ah, vale dizer que não há registros de que Jó tinha escravos.

Já sobre os guerreiros que faziam zigue, zigue, zá, Ana Virginia Balloussier escreveu na Revista Super Interessante que  “o mais provável é que a cultura negra tenha se apropriado de sua figura para simbolizar o homem rico da cantiga de roda. Os escravos que faziam o zigue zigue zá seriam os fujões, que corriam em ziguezague para despistar os capitães-do-mato”.

Outros pesquisadores chegaram a conclusão de que a música pode ter passado por uma espécie de “telefone sem fio” em que as palavras foram sendo distorcidas até chegar nesse final.

Enfim, agora você já sabe o significado dessa cantiga de roda? Então me ajuda aí a explicar isso para o Dudu?

Em tempo: Ah, e o Zé Pereira? O que fazemos com ele? Deixamos entrar? Tira ou põe?

468 ad

2 Comments

  1. Muito legal essa pergunta do Dudu e a sua pesquisa foi show. De fato as músicas folclóricas devem ter significados interessantes… Mas não acho que Jô era o dá Bíblia. O caxangá que os escravos jogavam pode ser esse das sementes. Fico pensando que Jô era um cara até que legal, pois os seus escravos jogavam… Desconheço a mesma possibilidade para muitos trabalhadores… Rsrsrs

    • Vixi..
      Se o Jó não era o da Bíblia, aí a coisa fica mais difícil! Melhor a gente dar um video game pro Dudu e acabar com essa prosa.

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *