MENU
TwitterFacebook
SEÇÕES

Posted on 15/outubro/2017 in Colaboradores, Slide

Uma carta pra vocês, Professores!

Uma carta pra vocês, Professores!

*Por Marcos Roberto Bueno Martinez

Nesta carta não tem espaço para falar sobre as adversidades da profissão de ensinar. Sobre as adversidades que o professor enfrenta no seu cotidiano é conversa pra outro dia. Quero enaltecê-los. Quero falar de cada um, do jeito singular de ampliar o horizonte dos nossos filhos. Fantásticos! Apresentam o mundo da palavra, das artes, da música, da fantasia e de tantas outras linguagens. O professor é um encantador de almas.

Quero falar sobre o professor que dá exemplo: do seu minguado salário tira um pouco para organizar festas, como a do dia da criança. Sem fazer alarde! Na Páscoa compra o tal ovo de chocolate com dinheiro do bolso e assim faz a alegria da criançada. Diverte-se junto com os alunos. O professor conhece nossos filhos profundamente. Sorri com eles e chora junto, muitas vezes. Nesta folha de papel quero falar da sua generosidade. Quero rasgar elogios. Ser professor não é para qualquer ser. É para um ser muito especial! Talvez seja uma das poucas profissões que para ser tem que ser demasiadamente humano.

Sabe, sou de uma família de professores. Sinto orgulho! Começou com minha avó Tereza Rivera, essa arte de ensinar. Ensinar é uma arte! A arte de socializar o conhecimento. Depois veio minha mãe, Cida, e suas irmãs Venina e Devanir. Todas elas professoras. E mais recentemente a terceira geração, com minha prima Vanessa Fusita. Uma profissão nobre. Mulheres de personalidades fortes, que mesmo diante dos desalentos da profissão tocaram em frente… Ora, cada palavra aqui escrita vem intrinsecamente acompanhada de significados. Não são adjetivos sem sentido. A minha amiga Isabel Luz, quando fala da profissão, mesmo aposentada, os olhos brilham. Que segredo tem essa profissão de ser professor?

Marcos Martinez é professor, historiador e escritor e autor do blog Memória & Educação 

Como é bom quando você está em algum lugar público e um ex-aluno em voz alta diz “Oi, Professor!” Quer reconhecimento melhor do que este? Legal é quando ele se lembra do primeiro livro que você leu em sala de aula, do primeiro passeio… e ainda fala de boca cheia que aprendeu muito com você. Essa profissão merece todo respeito. Você merece respeito professora, que além da jornada da sala de aula quando chega a casa tem outra jornada de trabalho. Você merece respeito Linda Rosa, da forma que planejava suas aulas de literatura, sempre pensando no melhor. Claudia Oliveira, professora maravilhosa. Jussara Miranda, minha aluna, abraçou a arte de ensinar com amor.

São só elogios: Tia Mi, Tio Luiz, Tio Rui, Tia Sílvia, vocês mudaram tanto a vida da Maria Karolina! Vocês a colocaram no mundo. No início da alfabetização, juro que achei que estava demorando muito para ela juntar as sílabas, as palavras.  Os pais normalmente querem que as coisas aconteçam no seu tempo. Do nosso jeito. E não é bem assim! De repente a Karol começou a ler os letreiros. A ler os livros infantis que tenho aqui em casa. Desabrochou como uma flor. Ampliou seu mundo. Que profissão fantástica! Professor inventa, reinventa, coloca e recoloca todos em vários mundos e assim delicadamente vai transformando nossos filhos em gente.  Transformando os nossos filhos em cidadãos. Obrigado.

 

468 ad

1 Comment

  1. Me formei professora na universidade por admiração à alguém nos tempos de colégio, hoje estou aqui para que me diga, Mestre, em qual parede devo pendurar meu diploma?

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *