MENU
TwitterFacebook
SEÇÕES

Posted on 23/novembro/2017 in Crônicas, Slide

A Coruja, a Sabedoria e a Lotus Azul

A Coruja, a Sabedoria e a Lotus Azul

Bichinho difícil de fotografar. Esta é a Coruja Buraqueira, a mesma que ilustra este blog em arte feita exclusivamente pra mim, pelo publicitário e design Marcelo Marques, também conhecido como meu irmão.

Bem,  mas antes de falar porque escolhi a coruja para símbolo do blog,  vamos primeiro conhecer um pouco desse bichinho que, digamos, não é o mais belo da fauna brasileira mas tem seus encantos. E muitos.

Esta foi a única vez que consegui clicar uma, num passeio em Holambra, em agosto de 2014. Ela ou ele, tão séria, parecia vigiar um lindo campo de rosas. Enquanto todos passavam tagarelando de olho nas belezas das rosas vermelhas que enchiam nossos olhos, ela estava lá, quieta, concentradíssima. Acho que eu fui a única pessoa que desviou os olhos das rosas para contempla-la. E eterniza-la  pelas lentes de minha câmera.

De acordo com o portal Casa dos Pássaros, ave de rapina é muito comum no Brasil. Gosta dos campos, pastos, restingas, desertos, planícies, praias e aeroportos, diz o Portal Casa dos Pássaros.

É carnívora, come além de pequenos pássaros como os pardais,  roedores e insetos besouros, grilos, gafanhotos, vespas, abelhas, formigas, cobras, anfíbios, répteis, morcegos, escorpiões … que apetite!!!

Ainda de acordo com o Portal Casa dos Pássaros, a coruja é uma ave tímida, por isso, vive em lugares sossegados. Durante o dia cochila em seu ninho ou toma sol nos galhos de árvores. Tem hábito diurno e noturno. Durante a manhã elas são inativas na maior parte do tempo ou tem comportamentos de vigília contra possíveis predadores, já no período noturno os comportamentos de caça e alimentação são intensos. As condutas mais realizadas pelo macho, devido ao fato dele permanecer mais fora do ninho são, vigiar, descansar e observar. A presença da fêmea é mais oculta, devido a sua permanência no interior da toca.

Mas o que tem a coruja a ver com esse blog? Alguns perguntam.

Símbolo da sabedoria por influência da mitologia grega. Diz  a lenda que Atena, deusa da Guerra e da Sabedoria possuía uma coruja como mascote. E por ela ser um animal de hábitos noturnos e por ser a noite, segundo os gregos, o momento do pensamento filosófico e da revelação intelectual ela passou a representar a busca pelo saber.

Sabedoria  é também o significado do meu nome: Sonia que originou do nome russo Sonja que por sua vez é uma variação do grego Sophia.  Sabedoria é a qualidade de quem é sábio,  aquele que sabe muito.

Acho que meus pais quando escolheram esse nome pra mim não imaginavam o peso que ele possui.

Não, eu não sou sábia, mas penso que a gente vem nesse mundo para aprender todos os dias, em todos os momentos de nossa vida.

Em constante busca pela sabedoria,  tenho certeza que nunca a encontrarei por inteiro, eu  me acho um pouco parecida com a coruja. Sou  tímida, gosto de lugares sossegados. Não posso dizer que seja inativa pela manhã, mas sim, tenho comportamento de vigília contra possíveis predadores (srrsrs); depois da primeira xícara de café, minha primeira tarefa é obervar tudo ao meu redor, ler as noticias,  perfis de facebook, instagram, me inteirar do mundo lá fora, criar estratégias e planos de ação, saber para onde vou ou até mesmo se devo me recolher, me abster.

A noite aproveito  para por  pensamentos em dia e também para atualizar esse blog. É na noite que nascem os meus poemas, minhas ideias, meus desejos, muitas vezes até dormindo mesmo, quando a impressão que dá é que minha alma se desprende do corpo e sai a vagar por ai.

E por fim, a busca pela sabedoria está cravada em minha pele. Uma tatuagem, a única que  possuo, feita aos 40 anos idade – quando dizem que a vida da gente começa. Uma Flor de Lotus Azul, que além da vitória do espírito sobre os próprios sentidos materiais, simboliza Sabedoria.

A Lotus é considerada uma planta sagrada para os budistas. Nasce no lodo, uma água lamacenta, mas ainda assim seu caule se desenvolve até alcançar a luz do sol quando nasce a bela flor que pode ser banca, azul, rosa…

De acordo com o portal Japão em Foco, tanto para os budistas como para outras culturas asiáticas,  possui grande simbolismo, representa a superação da dor e do sofrimento do mundo físico ao alcançar a iluminação do mundo espiritual.

A Lotus azul é sempre representada como um broto parcialmente aberta – o que significa que o conhecimento jamais acaba e que deve ser contínuo.

 

468 ad

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *