Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted on 08/abril/2019 in Colaboradores

Três pontos preocupantes

Três pontos preocupantes

Três pontos de uma segunda-feira como qualquer outra.

1 – Queda da confiança na Economia

Em dezembro do ano passado cerca de 65% da população segundo pesquisa do Datafolha (que vai ser contestado na internet) acreditavam que após a posse do novo governo a economia iria estabilizar e voltar a crescer. 100 dias depois ou três meses e a confiança caiu para 50% segundo o mesmo instituto.

Do outro lado as pessoas que achavam que iria piorar que era de 9% agora dobrou passando para 18%.

29% acham que não vai mudar e 3% não sabem opinar.

Assim fecha a pesquisa que mostra que a economia não inspira confiança. Mesmo por que nestes primeiros meses nada mudou e não teve nenhum sinal por parte do governo que vá fazer algo para que retome a economia.

Falando sério, esta situação é tão incomoda, que acaba impedindo que todo nós comecem a fazer planos. Você não tem a menor garantia ou esperança que daqui a alguns meses estará na mesma condição de hoje. Planejar uma compra de um bem, necessário ou não, uma viajem, uma reforma de casa, qualquer coisa que precise programa para algum tempo, dá muito medo de planejar.

Eu ia dizer que  talvez estejam segurando o dinheiro para proventos futuros, mas esses dias agora apontou que o deposito das poupanças despencaram 53%.

O cenário que está fechando não é bom. Semana passada subiu remédios, gasolina, todos acima da inflação. Necessita de ações urgentes, ações que comecem a virar a economia, que gere empregos.

Com isso o PIB também recua pela 6ª vez seguida este ano, e projetando aumento do dolar. Daqui a pouco volta a ser vantajoso especular.

O povo quer trabalhar.

 

2 – Esqueceram do projeto do Moro?

Aqui as noticias costumam sempre focar somente um ponto ou um assunto do dia e com isso os outros assuntos são esquecidos. Mas é complicado ficar na dependência da informação de emissoras que são partidária ou contrárias. Essa coisa de tendencia, fechar parceria, é bem comum em outros países, alguns são de forma bem explicita e todo mundo convive com isso. Aqui tem essa coisa de manter a linha de independência com coisa que alguém acredita.

Mas ai ficam na linha se tentar só falar bem e outra só falar mal, e o que a gente precisa saber não é noticia.

O projeto de segurança precisa ser analisado, aditado, alterado, ajustado, seja o que for. Mas tem que sair do papel. Os números mostram isso. A escalada da violência no país está galopante. E não é com cavalo paraguaio.

Dia após dia a ousadia dos meliantes está demais. Guararema é um exemplo, onde o assalto foi ao lado da delegacia de policia. Um belo trabalho de investigação foi feito e pegaram parte da quadrilha, mas este desfecho não é o comum. Normalmente saem ilesos, após presos voltam para rua tranquilamente. No facebook tem um vídeo de um rapaz entrevistado pelo PM mostrando um garoto que foi solto em menos de uma semana após ser pego por tráfico de drogas. No mesmo vídeo ele prende novamente o garoto traficando novamente com a tornozeleira. Ou seja, não tem leis que garantam que alguém pague pelo que fez.

O projeto de segurança que promete uma reforma geral, mesmo que não seja tudo isso que prometem, se ajudar a melhorar um pouco, é urgente a sua implantação. Não dá pra ficar perdendo tempo. Tem que votar logo ecolocar na rua.

 

3 – E a saúde do brasileiro?

Os postos estão recebendo vacina contra a gripe que começa nesta época do ano atingir grande parte da população, Uma doença chata que dura uma semana.

Também está nos jornais que o brasileiro está com mais da metade da população acima do peso. Evidente que atribuem a falta de atividade física, uma vez que os pesquisadores se baseiam nos números da OMS que foca bastante nesse ponto, que pode gerar vários movimentos e eventos em todo mundo, fazendo promoções. Mas um dos fatores que também provocam o aumento de peso de uma população frustrada, com níveis de ansiedade acima do normal, é a compensação alimentar. Esses fatores deveriam ser considerados, pois a atual situação do nosso povo é complicada. A compensação alimentar, comendo mal, fora de hora, e sem controle eleva de forma preocupante o sobre peso geral da população. O fato é que estamos acima do peso e isto é grave.

Grave também é o estudo inglês apresentando que o consumo diário de uma taça de vinho, ou qualquer quantidade de álcool não trás benefícios nenhum. Mais uma vez a ciência coloca o tapume na visão e olha somente para um ponto. O fato de não causar nenhum benefício físico ao individuo, o consumo de uma taça de vinho por dia, fique bem claro que não existe apologia ao consumo de álcool, sim uma quantidade mínima, pode causar ótimos efeitos psicológicos. Pode relaxar, aproximar as pessoas para uma conversa, pode funcionar como válvula de escape após um dia de stress. Mas como sempre é aquela coisa, vamos olhar o que queremos ver.

 

 

Anselmo Duarte

Psicanalista, Escritor, Jornalista, Palestrante e Engenheiro.

Autor de livros de auto ajuda e Romances policiais, atuante em palestras na busca do autoconhecimento e da valorização da saúde mental

https://www.facebook.com/anselmoduartepsic/

anselmoduarte.com

 .

 

 

468 ad

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *